Brainstorming. Quando usar?

Brainstorming. Quando usar?

17 de julho de 2020 Off Por Kelly Menezes Crespi

O brainstorming é uma ferramenta valiosa, quando usada para pensar no futuro. Ela pode ser aplicada em frentes para novos negócios, quando há necessidade de inovar em processos, produtos ou serviços.

Um exemplo prático para ilustrar: o colaborador tem a responsabilidade de criar conteúdo novo todos os dias e suas ideias começam a se tornar repetitivas. Ele não conseguir mais “sair da casinha”.

Desfocar sempre ajuda muito no processo criativo, mas o branstorming torna-se um diferencial, pois conta com várias mentes pensando em prol de um único problema.

Diferente dos primeiros conceitos sobre brainstorming, em 2013 o professor Ralph Keeney, propôs que o processo fosse mais eficiente através de uma “dose de racionalidade”.

Ou seja, antes da reunião, todo mundo deve se preparar.

Chegar na reunião munido de informações sobre o problema, ler sobre o assunto, ou ainda, já imaginar uma solução para tal. Tudo isso, irá permitir que a conversa seja muito mais fluída e mesmo aqueles que são mais “envergonhados” irão manifestar sua opinião.

Como boas práticas, não faça julgamentos, escute todas as ideias para depois discutir sobre elas, conflitos devem ser construtivos e por fim, quantidade produzirá qualidade.

Bibliografia:

https://economictimes.indiatimes.com/economica-better-ways-to-brainstorm-think-inside-the-box/articleshow/20086731.cms

https://pubsonline.informs.org/doi/abs/10.1287/deca.1120.0251